0003a8z4

 

Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
31

0003d2fw

"Sou feliz, obrigada..."

Páscoa 23 de Março

DIA DA MULHER : ELA É O M...

Desabafo... :(

Olá... Ano Novo Vida NOva...

"Call Girl" Filme de suge...

Parabens!!

Mês de natal...Será??

Colonia de ferias da torr...

Quim Roscas & Zeca Estaci...

Prémio da amizade

Lagrima...

0003effg

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

0003qyay

blogs SAPO
Segunda-feira, 13 de Novembro de 2006

SOS CRIANÇA

Este anúncio foi premiado internacionalmente, mas não passou na nossa televisão, em Portugal. Porque será?

(recordo o poema da criança de 3 anos, "meu nome é Sara", em mensagem em anexo)

SOS CRIANÇA 800 20 26 51
SOS CRIANÇA DESAPARECIDA 1410
 

 Poema de uma criança


O meu nome é ""Sara""
Tenho 3 anos
Os meus olhos estão inchados,
Não consigo ver.

Eu devo ser estúpida,
Eu devo ser má,
O que mais poderia pôr o meu pai em tal estado?

Eu gostaria de ser melhor,
Gostaria de ser menos feia.
Então, talvez a minha mãe me viesse sempre dar miminhos.

Eu não posso falar,
Eu não posso fazer asneiras,
Senão fico trancada todo o dia.

Quando eu acordo estou sozinha,
A casa está escura,
Os meus pais não estão em casa.

Quando a minha mãe chega,
Eu tento ser amável,
Senão eu talvez levaria
Uma chicotada à noite.

Não faças barulho!
Acabo de ouvir um carro,
O meu pai chega do bar do Carlos.

Ouço-o dizer palavrões.
Ele chama-me.
Eu aperto-me contra o muro.

Tento-me esconder dos seus olhos demoníacos.
Tenho tanto medo agora,
Começo a chorar.

Ele encontra-me a chorar,
Ele atira-me com palavras más,
Ele diz que a culpa é minha, que ele sofra no trabalho.

Ele esbofeteia-me e bate-me,
E berra comigo ainda mais,
Eu liberto-me finalmente e corro até à porta.

Ele já a trancou.
Eu enrolo-me toda em bola,
Ele agarra em mim e lança-me contra o muro.

Eu caio no chão com os meus ossos quase partidos,
E o meu dia continua com horríveis
palavras...

"Eu lamento muito!", eu grito
Mas já é tarde de mais
O seu rosto tornou-se num ódio inimaginável.

O mal e as feridas mais e mais,
"Meu Deus por favor, tenha piedade!
Faz com que isto acabe por favor!"
E finalmente ele pára, e vai para a porta,

Enquanto eu fico deitada,
Imóvel no chão.

O meu nome é "Sara"
Tenho 3 anos,
Esta noite o meu pai *matou-me*.



Existem milhões de crianças que assim como a "Sara" são mortos.
E tu podes ajudá-los.

Fico desiludido até ao mais profundo de mim se tu leres isto e não o fizeres passar, eu rezo por ti, porque tu deves ser uma pessoa sem coração por não seres afectada(o) por este texto.

E se porque tu ficaste sensibilizada(o), faz qualquer coisa!!

Tudo o que eu te peço, é de divulgar isto e de reconheceres que estas coisas acontecem, e que pessoas como o pai da "Sara" vivem na nossa sociedade.

Faz passar este poema  mesmo se isto parecer doido - pode talvez mudar indirectamente as nossas vidas.

Hey, nunca se sabe!



Por favor faz passar isto se fores contra o abuso das crianças

 

 

sinto-me: alegria para viver
publicado por _estrelinha_ às 17:53
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres